sexta-feira, 23 de agosto de 2013

FOI PUBLICADO NO "DIÁRIO DO CONGRESSO" EM BRASÍLIA

Irmão do Ministro das Cidades acusado de degradar Rio Paraíba em Pilar/PB.

ministro
Pedro Vaz Ribeiro Neto, filho  da prefeita de Pilar, Virgínia Veloso, e irmão do Ministro das Cidades, Agnaldo Veloso Borges, está sendo acusado de extração irregular de areia no Rio Paraíba, um dos potenciais de recursos hídricos mais importantes do estado, conforme ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal na Paraíba (MPF).

Para o MPF, a irregular emissão de licenças ambientais e licenças minerárias permitiram uma atividade que resultou em mais de 10 anos de extração contínua de areia no leito do Rio Paraíba pela empresa Pedro Vaz Ribeiro Neto, cujo responsável é o filho da prefeita de Pilar, conhecido na comunidade como Dom Pedro III, sem qualquer controle quanto à recomposição ou cumprimento de plano de recuperação ambiental da área impactada. A exploração mineral no local ocasionou efeitos negativos no lençol freático e paisagem, além de causar riscos à vida humana.
O técnico em informática Antonio Costta, de origem pilarense, é um dos que espalham nas redes sociais a revolta da população consciente do município em razão do crime ambiental promovido por quem mais teria o dever de zelar pelo patrimônio imaterial do Município. Que benefícios essa extração de areia tem trazido para o município de Pilar, a não ser enriquecer ainda mais a conta bancária de seus autores e causar um grande dano à natureza, destruindo os calçamentos das ruas da cidade com a passagem das caçambas carregadas? Indaga Costta. A Câmara Municipal de Pilar aprovou lei proibindo o tráfego de caçambas por dentro da cidade, mas a empresa não obedece à legislação.
Artigo: Tribuna do Vale


Reações:

0 comentários:

HINO OFICIAL DE PILAR

Devemos valorizar nossos artistas enquanto estão vivos

Clique na imagem

MATRÍCULAS ABERTAS

MATRÍCULAS ABERTAS
NA SOFT WORLD INFORMÁTICA - EM ITABAIANA - FONE: (83) 9186-5519

MATRÍCULAS ABERTAS PARA OS NOVOS CURSOS DA SOFT (ASSISTA AO VÍDEO)