terça-feira, 14 de julho de 2015

LANÇAMENTO DO LIVRO "A MOÇA DO CORETO"


Foi lançado na tarde do dia 11 de julho, na Academia Paraibana de Letras, em João Pessoa-PB, na 3ª plenária da ACVPB, "A Moça do Coreto" - 7º livro de poesia do poeta pilarense/itabaianense Antonio Costta. 

No livro o poeta conta uma emocionante história de amor, em versos de cordel, protagonizada por Rosa Maria (filha de um agricultor Pilarense) e o jovem Dr. Luiz Ferraz (filho de um rico fazendeiro Itabaianense) que se conhecem na festa de inauguração do coreto de Itabaiana em 1914 e se apaixonam à primeira vista. Eles enfrentaram forte preconceito social, especialmente por parte do pai de Dr. Luiz Ferraz que queria que o filho se casasse com uma moça rica. Mas a história tem um final feliz: termina com o casamento dos dois no palco do coreto de Itabaiana, onde eles se conheceram. A obra ainda ainda traz outros poemas nordestinos da lavra do autor.

Recentemente Costta teve um de seus poemas, intitulado “Verde que te quero verde”, classificado num concurso nacional de poesia, o “Sarau Brasil 2015”, da Editora Vivara. O poeta, que se autodenomina apenas como um simples "juntador de palavras" também teve uma de suas crônicas, “Memórias da minha infância”, selecionada para compor o livro didático “Coleção Caminhos, 2º ano, da Editora Sefe de Curitiba/PR.

São singelos gestos como estes que nos fazem renovar a esperança e acreditar na nossa aventura de escritor.” Afirmou Costta, comemorando suas novas conquistas no campo literário.

 Leia abaixo alguns comentários de poetas e escritores a respeito do livro A Moça do Coreto:

“Antonio Costta com “A Moça do Coreto” reafirma seu compromisso com a poesia popular nordestina da melhor qualidade, em momento de louvor a um patrimônio histórico que é o símbolo de nossas tradições culturais, o centenário coreto da Praça Manoel Joaquim de Araújo, na nossa Itabaiana do Norte.”
Fábio Mozart
(Poeta e Jornalista – João Pessoa/PB)

***

“Com A Moça do Coreto uma nova geração passa a conhecer mais desses pequenos espaços físicos, e muito mais que isso, será tocada por uma estória que começou num coreto, teve continuidade em um altar, e resistindo ao tempo tornou-se estória de um amor imortal.”

João Victor da Silva
(Poeta de Sapé-PB)

***

“Que maravilha de cordel que entrega de vez a posição de Antonio Costta enquanto escritor (...) Ao longo dos seus três séculos de existência, poucos Coretos terão homenagem tão cristalina e sincera quanto essa que me atrevo a apresentar feita por quem entende de saudade e de letras.”

Efigênio Moura

(Escritor – da Academia Campinense de Letras)

***

“O poeta Antonio Costta desenrola essa ode com o cheiro das flores do campo e os cânticos do passaredo, entremeando com os obstáculos do preconceito, para um tempero mais apurado, porém fechando com um final de grande alegria, como em noite de retrata.

O livro A Moça do Coreto, entretanto, não é só paixão de cinema. É também um reflexo dos encontros do poeta com a poesia, nas suas mais diversas formas de revelações.”

Poeta Sander Lee

(Presidente da Academia de Cordel do Vale do Paraíba)

 
Outros lançamentos já estão sendo programados para as cidades de Itabaiana, Pilar e Boqueirão.

Mais fotos do evento de lançamento do livro na APL:

 

 
 

(Poeta Damião Ramos Cavalcanti - Presidente da APL)
 
(Poeta Sander Lee - Presidente da ACVPB)
 


 
 
 
 

 

 
 
 

 

 


Reações:

0 comentários:

HINO OFICIAL DE PILAR- cantado por José Cosmo de Souza

HINO OFICIAL DE PILAR - cantado por Jordânia Borges