segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Soneto do poeta Antonio Costta foi escolhido por alunos de Portugal


Um soneto do poeta Antonio Costta foi escolhido por alunos de Portugal, para participar de uma feira de arte em uma instalação denominada “Pássaros e Liberdade”. O evento foi realizado e divulgado em março deste ano no site da Universidade Católica Portuguesa, como consta neste link: http://www.eacfacfil.net/?p=4621.

PassaroseLiberdade2 A instalação “Pássaros e Liberdade” surgiu com o intuito de celebrar o início da primavera e de promover a reflexão sobre a liberdade no mundo de hoje.
A instalação foi montada pelo núcleo de estágio no dia 2 de março de 2013. A realização desta atividade coincidiu com a realização da Conferência “Educar para a Ética no Desporto”, organizada pela escola e pela Capital Europeia do Desporto – Guimarães 2013. Esta Conferência teve lugar no dia 07 de março, com a participação de entidades oficiais exteriores à escola – o Secretário de Estado do Desporto e o Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, que puderam, assim, apreciar o trabalho exposto no átrio da escola.
Foi colocado, na parte lateral do trabalho, o poema “Soneto do Pássaro” de António Costta:

Como é belo um pássaro em liberdade
Voando pelos campos bem cedinho;
Ou no galho d’árvore fazendo um ninho,
Cantando de tanta felicidade!…

Como é belo o gozar da liberdade!
E como é triste o mesmo passarinho
Numa gaiola longe do seu ninho
Cantando só por causa da saudade!

Mas o homem ao perder a liberdade
Não suporta a grande fatalidade
E contrata logo um bom advogado!…

Porém se ele for pobre, pobrezinho…
Como aquele coitado passarinho
Passará a vida inteira engaiolado!

(in PÁSSAROS, Poemas de António Costta, Edição e arte de Sammis Reachers)

Atualmente Antonio Costta está finalizando um novo livro intitulado “O Poder do Amor”. Esse livro é uma coletânea poética que ele está escrevendo em parceria com mais quatro poetas estrangeiros: Maria Petronilho (Portugal), Alma Velásquez de la Mora (México), Cristino Vidal Benavente (Espanha) e Teresa Ovejero de Vinciguerra (Argentina), com previsão de lançamento para início de 2014. “Estamos participando com aproximadamente 30 poemas cada um, falando do maior de todos os sentimentos: o Amor. Nunca organizar um livro me deu tanto prazer como este!”, disse Costta.
Segundo escreveu o poeta e jornalista Fábio Mozart “Costta revela-se um trabalhador da poesia, e mais, um verdadeiro embaixador das nossas melhores letras, fomentando relações culturais com diversos países da América Latina e Europa. Admiro a capacidade incomum desse poeta de resistir ao descaso com que se tratam as artes na província em que vive. Sua fecunda e atilada imaginação, aliada ao desejo de propagar sua obra, acabam por estimular aventuras literárias como esta.”



(Contracapa do livro O Poder do Amor)

Reações:

0 comentários:

HINO OFICIAL DE PILAR- cantado por José Cosmo de Souza

HINO OFICIAL DE PILAR - cantado por Jordânia Borges